quinta-feira, 6 de julho de 2017

É proibido espancar mulheres no Canadá? Ora esta!

Justin Trudeau acha o Islão ainda mais "fascinante" e "inspirador" que o Professor Martelo!

No post anterior contámos a história de um cristão nigeriano que está emigrado no Canadá e foi condenado a pagar 12 mil dólares pelo crime de não se ter descalçado ao pé de muçulmanos que rezavam ao deus Alá:

Foi apenas um caso ilustrativo da lei sharia no Canadá, introduzida pelo Primeiro-Ministro Justin Trudeu. Mas se usar sapatos é violar os direitos humanos dos muçulmanos, um muçulmano espancar a esposa durante meia hora à paulada, é apenas parte da lei islâmica: 

Canadá: "Refugiado" muçulmano sírio espanca esposa com stick de hóquei no gelo durante meia hora, diz que não sabia que era contra a lei

Ele não sabia que era contra a lei porque o mandamento de
espancar as esposas está no Alcorão:

"Os homens têm autoridade sobre as mulheres porque Alá fez um superior ao outro, e porque eles gastam as suas riquezas para mantê-las. As boas mulheres são obedientes. Elas tapam as suas partes invisíveis porque Alá os mandou tapar. Quanto às que mostrem desobediência, admoesta-as, expulsa-as do leito e bate-lhes"- Alcorão 4:34
 
Maomé "bateu-me no peito, e causou-me dor,  e depois disse: Pensas que Alá e o Seu Apóstolo iriam injustamente bater-te?" - Aisha (Sahih Muslim 2127)

A notícia está online aqui.


O senhor Mohamad Rafia, extremamente preocupado. Teve pena suspensa.


NOTA: Cá em Portugal também se pratica a sharia, desde a mutilação genital feminina ao espancamento de esposas. Mas é tudo abafado. Por exemplo, o caso da cotovelada do idolatrado xeque David Munir na esposa, como ficou? Tudo leva a crer que a sharia prevaleceu sobre a lei portuguesa:



Visite a nossa secção David Munir, que vale a pena.



P.S. - E as feministas adoram o Islão!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.