domingo, 7 de maio de 2017

FRANÇA: Ditadura vil ao serviço dos poderosos e apoiada pela Al-Qaeda



Recordamos as famosas palavras de Christophe Barbier, pedindo ao governo para usar os métodos do governo chinês para acabar com os sites de re-informação, nem menos!

"Nestes dias, o regime Hollande-Cazeneuve mostra a sua verdadeira face: a de uma ditadura vil ao serviço dos poderosos, pronta a usar todos os meios, legais ou ilegais, para o triunfo do seu candidato."
"Eles podem usar todos esses meios, bloquear as nossas contas, mas eles não vão impedir-nos, nas próximas horas, após o anúncio dos resultados, de revelar aos Patriotas todos os factos contidos nos arquivos do Wikileaks. E alguns são esmagadores para Macron e para a sua equipa, e outras revelações são simplesmente explosivas."


 Publicado a 7 de Maio de 2017 - por


O jornalista de propaganda expressou em voz alta o que muitos governos socialistas, incluindo o nosso, sonham implantar.

Ontem informámos os nossos leitores de que a conta de Facebook do Riposte Laique foi bloqueada, na sequência de um artigo onde se qualificou, na noite do primeiro turno das eleições, François Fillon com o adjectivo "lopette", ainda que este corresponda à atitude de alguém que deu voz àqueles que o assassinaram durante esta campanha.

Desde aí,  as coisas pioraram para a nossa conta Facebook. Um segundo artigo, sobre o ânus de Theo (tema amplamente divulgado durante semanas) valeu-nos um novo bloqueio no fim de semana da eleição, que é muito penalizador, uma vez que já não podemos disponibilizar no Facebook os artigos que publicamos no
Riposte Laique.

E esta manhã, sem explicação, o nosso administrador do Facebook recebeu esta mensagem:


Para quem não sabe Francês: o Facebook bloqueou a conta por ordem do governo francês. 

Esta ordem emanou do governo socialista, com Cazeneuve à cabeça, que se permite ordenar ao  Facebook que bloqueie as páginas dos patriotas. Como mostrámos ontem, a França sozinha  bloqueou mais páginas do que todo o mundo combinado!



E não foi apenas a  Riposte Laique a ser censurada. Outros sites patrióticos também foram afectados:



Mas a informação que recebemos esta manhã é ainda mais preocupante. Trazemos ao conhecimento dos nossos leitores a ameaça desconcertante recebida por Julien Rochedy. patriota militante, ex-chefe da JNF:


Uma ameaça judicial para Julien se calar.
 
 
(...) Obviamente, as revelações do Wikileaks sobre a campanha de Macron são uma bomba-relógio contra a casta que domina o Eliseu. E, tão perturbado, Cazeneuve, por respeito à lei eleitoral, mas especialmente para proteger os interesses do seu colega ex-ministro, tem feito absolutamente tudo para que as informações explosivas dos WikiLeaks não fluam, mesmo usando métodos dignos de ditadura chinesa, para agradar a Christophe Barbier. 
Detalhe ainda mais desconcertante, o Google bloqueou um editor do Riposte Laique, sem explicação! 



  
Ele participava, com mais de mil amigos, numa página chamada Macronleaks!

No Twitter, também, centenas de contas de patriotas estão temporariamente bloqueadas por vários dias. (...)

Charles Dalger, patriota e judeu francês, escreveu o seu Testamento Após o Dilúvio no Riposte Laique.

Ao mesmo tempo, todas as ordens são para a Imprensa não transmitir qualquer informação sobre o conteúdo das revelações do Wikileaks. Até o Le Canard Enchaîné se atreveu a escrever que se recusa a distorcer a eleição. (...)
E o que dizer da atitude do JDD e do Figaro, fazendo campanha abertamente, fora dos prazos legais, pela sua candidata favorita, Macron?





E o que dizer do jornal Le Monde, que desde sexta-feira à meia-noite, continua a multiplicar-se em artigos que querem assustar o país em caso de vitória de Marine?


E o que sobre a incrível facilidade com que activistas do Greenpeace foram autorizados a implantar um bandeira hostil contra Marine, na actual situação de Estado de Emergência, no alto da Torre Eiffel?

O que dizer desses presidentes de câmara (prefeitos, no Brasil), que, com dinheiro público, se permitem escrever aos seus cidadãos para que estes "votem bem", que votem Macron - quando não hasteiam pendões anti-Marine, como em Montpellier?

O que dizer da facilidade com que o grupo Femen, no domingo de manhã, desfraldou uma bandeira hostil a Marine Le Pen no telhado igreja de Henin-Beaumont?

Nestes dias, o regime Hollande-Cazeneuve mostra a sua verdadeira face: a de uma ditadura vil ao serviço dos poderosos, pronta a usar todos os meios, legais ou ilegais, para o triunfo do seu candidato. 


Eles podem usar todos esses meios, podem bloquear as nossas contas, mas eles não vão impedir-nos, nas próximas horas, após o anúncio dos resultados, de revelar aos Patriotas todos os factos contidos nos arquivos do Wikileaks. E alguns são esmagadores para Macron e para a sua equipa. Essas e outras revelações são simplesmente explosivas. 

Conforme anunciado esta manhã, nesta entrevista exclusiva ao Riposte Laique, o jornalista e escritor Christian Combaz:

http://ripostelaique.com/lattaque-de-wikileaks-sera-determinante-et-elle-nen-est-qua-son-debut.html 


Na verdade, o caso WikiLeaks é apenas no início, e vai ser decisivo... Embora os jornalistas de propaganda vão querer encobri-lo, Macron e a sua camarilha vão ser confrontados.

Paul Le Poulpe

---------------------------------

Alguns posts sobre a censura da VERDADE na Internet:

Google/YouTube a caminho da censura total 

GOOGLE e YOUTUBE juntam-se à JIHAD

PROIBIÇÃO MUNDIAL de críticas ao Islão no Facebook

A nova Inquisição na Internet

Lóbi islamo-esquerdista CENSURA Milo Yiannopoulos


Macron, islamizador apoiado pelos islamistas: 



Macron vai deixar entrar mais milhões de colonos muçulmanos em França:



Com Macron, haverá mais atentados:



OFICIAL: Al-Qaeda apoia Macron



ENTENDENDO A INSANIDADE:

  



Pode comover-se, que é caso para isso:

Em breve, queiramos ou não, seremos todos chamados a demonstrar se somos dignos dos sacrifícios que os nossos avós fizeram para que fôssemos LIVRES.

França - O Regresso da RESISTÊNCIA

Presidentes de universidades francesas imploram que estudantes votem no ex-banqueiro Macron

Marine "Medo" X Macron "Esperança"


3 comentários:

  1. Bem, os franceses fizeram a sua escolha. Quando os problemas agravarem-se e começarem a haver novos atentados, não ficarei feliz (isso nunca), mas também não terei muita pena dos franceses.

    ResponderEliminar
  2. Achei interessante o local da "festa" macroniana-globalista . http://www.globaltruth.net/modern-illuminati-architecture/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sou pouco dado a simbologias ocultas, mas o menino de ouro Macron festejou a vitória (entronizou-se) em frente à pirâmide do Louvre. Para quem gosta de conspirações, é um prato cheio :-)

      Eliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.