domingo, 10 de agosto de 2014

Islão, Ramadão... Indignação?

AINDA ACHA QUE TODAS AS RELIGIÕES SÃO IGUAIS? 

 

Em nome do seu deus Alá, o ISIS (sigla em Inglês do Estado Islâmico do Iraque e Levante, braço armado do nascente Califado Global), está a  matar à fome crianças, a massacrar não muçulmanos, a decapitá-los, a saquear e destruir tudo quanto pode, a capturar mulheres não muçulmanas para escravatura sexual* .
  * É para isso que os mulheres infiéis servem, no Islão:

"Quando eu quero uma escrava sexual, vou ao mercado e compro-a!"

Onde estão a indignação do mundo e a cobertura dos media?
OS MUÇULMANOS DE TODO O MUNDO NÃO ESTÃO NEM UM BOCADINHO PREOCUPADOS...


Alguns até dispensam ao ISIS um tratamento estrelas de rock (fan clubs, t-shirts).



ÚLTIMAS CONTRIBUIÇÕES DO ISLÃO PARA A PAZ 
O pão nosso de cada dia do Islão. Multidão muçulmana paquistanesa queima casas e queima adeptos da seita muçulmana minoritária Ahmadi, que considera "blasfema":



O site The Religion of Peace tem a actualização permanente dos massacres muçulmanos ao redor do globo, com a compilação exaustiva e detalhada de todos os dados possíveis:

2014.08.08 (Tenai Dara, Afeganistão) - Islamistas atacam uma casa de família durante a noite matam quatro pessoas.
2014.08.08 (Huta, Iémen) - Partidários da Religião da Paz capturam e decapitam 14 soldados.
2014.08.06 (Zigague, Camarões) - Dez passageiros de um autocarro são mortos à metralhadora pelos islamistas do Boko-Haram.
2014.08.06 (Gwoza, Nigéria) - 100 pessoas são assassinadas pelo Boko-Haram pelos islamistas do Boko-Haram, com gritos de louvor a Alá.
2014.08.06 (Qara Qosh, Iraque) - Uma mulher cristã e o seu bebé de colo são assassinados pelo movimento ISIS, que impulsiona o Califado Global. 
2014.08.06 (Sadr, Iraque) - 31 pessoas são reduzidas a papas num centro comercial xiita, por bombistas sunitas.
 

AS CONTAS DO RAMADÃO 2014


2014
Em nome da 
Religião da Paz
Em nome de 
 QUALQUER 
outra religião
Crimes de ódio anti-muçulmanos
Ataques terroristas
272
0
2*
Bombistas suicidas
37 
0
0
Mortos
2429
0
2*
Feridos
2028
0
0

 * Os dois ataques não cometidos pela religião da paz foram-no em resposta a atrocidades cometidas pela religião da paz

Foi mais um Ramadão bombástico, como de costume. E não estão incluídos os espancamentos, torturas, mutilações, estupros de mulheres e crianças, perseguições, destruição de templos e objectos sagrados não muçulmanos, etc., etc..

Olhar para o número, escrito, de 2429 mortos e 2028 feridos é capaz de não sensibilizar muita gente, que tem um escudo invisível nas orelhas quando ouve a palavra «Islão». Muitas destas pessoas foram mortas ou ficaram estropiadas por causa de estarem a comer durante o dia. mesmo não sendo muçulmanos.

Onde pára a indignação dos media ocidentais, compostos por jornaleiros formados na escola do politicamente correcto e da imbecilidade militante?

Os media estão ocupados a divinizar bandos terroristas como o Hamas. A indignação vai toda para a atitude inaceitável de Israel, de não se deixar massacrar pelos terroristas do Hamas!

 RAMADÃO EM PORTUGAL
Damos a palavra ao Blog do Fire-Head:


Multidão muçulmana no Martim Moniz, este Ramadão
"Muçulmanos de todo o mundo festejam o fim do jejum de Ramadão (Eid ul-Fitr - عيد الفطر), uma celebração que começou no dia 28 e que se prolonga durante três dias. De acordo com a Wikipédia, «este festival é assinalado com uma oração comunal a meio da manhã, geralmente realizada em praças ou recintos de feiras, uma vez que as mesquitas não possuem espaço para tantas pessoas». Em Portugal realiza-se no Martim Moniz, em Lisboa, o epicentro por excelência do multiculturalismo do país. Curiosamente, o nome da localidade, Martim Moniz, pertence a um nobre cavaleiro de D. Afonso Henriques, um mártir cristão que sacrificou a sua própria vida para impedir que os portões do castelo dos mouros se fechassem e permitir que os seus companheiros invadissem e conquistassem o mesmo. Ironia do destino: os muçulmanos estão de volta para reclamar o que já foi deles."
RELEMBRAMOS QUE, A SEGUIR A ISRAEL, OS MUÇULMANOS QUEREM PORTUGAL E ESPANHA


O mapa do território que o califado Global pretende reconquistar para Alá.

Se não leu este post, leia, ou releia;

Califado aponta baterias a Portugal e Espanha


Há 1 ano chamavam-nos doidos por falarmos do Califado Global.  Agora, que o Califado já está aqui à beirinha, na Líbia, a espalhar o caos e a ameaçar a Europa, o discurso mudou...


O HAMAS E O ISIS SÃO IGUAIS 

Esperemos que a população vá compreendendo (está difícil...), que o Hamas e o Hezzbollah (tão aclamados por cá), são a mesma coisa que o ISIS, o Boko-Haram, a Al-Qaeda, a Irmandade Muçulmana do incensado Obama, e tantos outros grupos terroristas supremacistas islâmicos. Os que hoje aplaudem o Hamas e o Hezzbolah por atacarem Israel, perderão a vontade de aplaudir quando chegar a sua vez. 


UMA TRISTE EFEMÉRIDE 

Fez ontem 13 anos que um bombista suicida 'palestino' se fez explodir na pizzaria Sbarro, em Jerusalém. Morreram 16 pessoas, incluindo 8 crianças e uma mulher grávida. Mais de 130 pessoas ficaram feridas.



O "crime" destas pessoas foi o de terem nascido na etnia judaica e na nacionalidade israelita. 

Como pode ser visto como "heróico" chacinar inocentes em nome do ódio religioso?

Como pode haver quem se regozije com o regozijo da coordenadora desta massacre, entretanto libertada por Israel?


Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.